Cabeçalho_edited.png
  • Will Mesquita

#02 Dicionário de passarinho: Termos de ornitologia com a letra B

Se você é um entusiasta na observação de aves e costuma consumir conteúdos a respeito deste universo, certamente já se deparou com alguns termos com os quais não estamos acostumados e que provavelmente o deixou com a pulga atrás da orelha.


No primeiro artigo da série, trouxemos para nossos leitores palavras relacionadas à observação de aves e ornitologia iniciadas com a letra A [clique para ver esse artigo]


O segundo artigo da série Dicionário de Passarinho, continua desvendando por aqui esses termos com o objetivo de aproximar nossos leitores da ornitologia e observação de aves esclarecendo esses termos pouco usuais com os quais nos deparamos, contribuindo assim para que suas pesquisas sobre o tema se tornem mais compreensíveis.


Sem mais delongas, vamos aos termos iniciados com a letra B


Babador – tal e qual a antiga peça do vestuário de bebês, o babador é toda mancha na região da garganta de uma ave.


babador - icterus jamacaii - ilustração Henrique Jr.
babador - icterus jamacaii - ilustração Henrique Jr.

Baio – do latim badius, palavra inicialmente usada para descrever cavalos com pelagem amarelo-amarronzada até avermelhado-escuro.

Baltimore – denominação para a plumagem de combinação de amarelo com preto, em função do brasão de armas do Lorde Baltimore (Sir George Calvert).

Bambu – plantas da subfamília Bambusoideae, da família das gramíneas (Poaceae). Se subdivide em duas tribos, a Bambuseae (os bambus chamados de lenhosos) e a Olyrae (os bambus chamados herbáceos). A maioria dos bambus é de grande porte e possui grande importância ecológica também como fonte de alimento para diversas aves.

Banda – linha transversal em repetição em penas paralelas, formando uma faixa larga. Pode ser do tipo subterminal, quando a faixa formada estende-se quase até o ápice das retrizes ou terminal quando a faixa estende-se até o ápice das retrizes.

banda subterminal - gavião-de-rabo-branco (Geranoaetus albicaudatus) - Liara de Azevedo
banda subterminal - gavião-de-rabo-branco (Geranoaetus albicaudatus) - ilustração Liara de Azevedo
banda terminal - carcará (Caracara plancus) - Liara de Azevedo
banda terminal - carcará (Caracara plancus) - ilustração Liara de Azevedo

Bandeirola – algumas aves, principalmente as limícolas, podem ter bandeirolas em adição às anilhas coloridas como marcação. Uma bandeirola é uma anilha de tíbia/fíbula com abas que se estendem para fora do membro. Esta bandeirola identifica o país de anilhamento para aves limícolas no Programa Pan-Americano de Aves Costeiras. Bandeirolas também podem ter códigos alfanuméricos que identificam a ave individualmente.


bandeirola - batuiruçu (Pluvialis dominica) - ilustração Liara de Azevedo
bandeirola - batuiruçu (Pluvialis dominica) - ilustração Liara de Azevedo

Bando – Em ornitologia, um bando é a reunião de aves para determinado objetivo (deslocamento ou forrageamento, por exemplo). Os principais benefícios do agrupamento são a segurança pelo número e uma maior eficácia na procura de comida. A formação de bandos para a defesa contra predadores é especialmente importante em habitats fechados, como nas florestas, onde a predação se dá, na maior parte das vezes, através de emboscadas, pelo que a vigilância de vários olhos é bastante útil.

Bando misto – reunião em grupo de aves num único bando com duas ou mais espécies principalmente para procura de comida.

Banhado – o termo refere-se a áreas de baixada em fundo de vales de regiões de morro onde há acumulo de água de chuvas ou das cheias dos ribeirões e rios. Brejo; várzea; ambiente aquático com plantas macrófitas flutuantes ou fixas, circundado ou dominado por vegetação marginal herbácea.

Barba – São as ramificações que partem da raque (eixo central) das penas e que formam os dois vexilos. Também pode ser usado para designar um conjunto de cerdas ao redor do bico de certas aves.

Barra – linha transversal repetitiva em penas paralelas formando padrão de linhas estreitas. Uma plumagem barrada é definida como barras alternadas de pigmentação mais clara e mais escura que formam um padrão de barras transversais ao eixo das penas (Riegner, 2008), um exemplo é a barra alar, que é um detalhe de plumagem no corpo das asas, formado pela cor destacada da borda das coberteiras, formando uma ou várias linhas que se destacam do conjunto e podem ser usadas na identificação.


barras - picapauzinho-barrado (Picumnus cirratus) - Liara de Azevedo
barras - picapauzinho-barrado (Picumnus cirratus) - Liara de Azevedo

Bastarda – As rêmiges bastardas ou álulas normalmente não são consideradas penas de voo no sentido estrito, embora tenham papel importante na redução da velocidade para facilitar o pouso. Embora assimétricas, não têm o comprimento e a rigidez da maioria das verdadeiras penas de voo. Estão presas ao "polegar" da ave e ficam rentes à borda anterior da asa, permitindo que a asa alcance um ângulo de ataque maior do que o normal. Ao manipular seu polegar para criar um espaço entre a bastarda e o resto da asa, a ave pode evitar a perda de sustentação ao voar em baixas velocidades ou pousar.

Begging – comportamento geralmente observado em animais jovens que solicitam alimento aos seus pais, pais de criação (em casos de parasitismo de ninhos) ou outros adultos. No entanto, o recurso às vezes não é alimentar ou pode ser solicitado por animais adultos. O begging é mais amplamente estudado em pássaros, no entanto, mamíferos, anfíbios e invertebrados realizam tais exibições.


Bioacústica ciência dedicada a estudar as diversas manifestações sonoras produzidas pelos seres vivos. Envolve as bases neurofisiológicas e anatômicas de produção e detecção sonora, e a relação dos sinais acústicos com o meio pelo qual se dispersam.

Bico é a região da boca das aves que é recoberta por um revestimento córneo de conformação variada, exprimindo a especialização alimentar das espécies. O bico é composto de um componente superior, o maxilar, e um inferior, a mandíbula. Faz parte da anatomia externa das aves.

Big Day – dia mundialmente dedicado à observação de aves.

Billing Durante o cortejo, casais de muitas espécies de pássaros tocam ou apertam os bicos uns dos outros. Denominado billing (também nebbing em inglês britânico), esse comportamento parece fortalecer a ligação entre os casais. A quantidade de contato envolvida varia entre as espécies. Alguns tocam suavemente apenas uma parte do bico de seu parceiro, enquanto outros batem vigorosamente seus bicos juntos. Muito comum de ser visto em Psittacidae, Columbidae e Diomedeidae na corte antes do acasalamento.

Biodiversidade – a riqueza e a variedade do mundo natural. Devemos considerar o termo em dois níveis diferentes: todas as formas de vida, assim como os genes contidos em cada indivíduo, e as inter-relações, ou ecossistemas, na qual a existência de uma espécie afeta diretamente muitas outras.

Biogeografia – ramo das ciências naturais que se ocupa do estudo da distribuição dos seres vivos no espaço e no tempo geológico.

Bioindicador – indicador biológico é uma espécie ou grupo de espécies que refletem o estado biótico ou abiótico de uma área ambiental. Expõe o impacto produzido sobre um habitat, comunidade ou ecossistema, ou dá indicações sobre a diversidade de um conjunto de táxons ou biodiversidade de determinada região.

Bioma – unidade biológica ou espaço geográfico com características específicas sendo definidas pelo macroclima, fitofisionomia, solo e altitude, dentre outros critérios. São tipos de ecossistemas, habitats ou comunidades biológicas com certo nível de homogeneidade. Os principais biomas do Brasil são Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica, Pantanal e Pampa. Atualmente discute-se a categorização das restingas e manguezais como biomas, graças às suas características exclusivas e a abrangência que ultrapassa os limites dos outros biomas.

Biota – conjunto de seres vivos encontrados em um determinado ecossistema.

Birder – termo em inglês usado para descrever a pessoa que segue seriamente o hobby de observar aves. Pode ser profissional ou amador. Se você observa aves enquanto viaja, você é um observador de pássaros; se você viaja para observar aves, você é um birder.

Birding – termo em inglês para o hobby no qual os indivíduos gostam do desafio de estudar, listar ou fazer outras atividades gerais envolvendo pássaros.

Birdwatching – é uma forma de observação da vida selvagem em que a observação de aves é uma atividade recreativa ou ciência cidadã. Isso pode ser feito a olho nu, por meio de um dispositivo de aprimoramento visual, como binóculos e lunetas, ou mesmo ouvindo e ainda gravando o som das aves.

Bolsa gular - estrutura membranosa localizada na garganta de algumas aves marinhas, tendo a função de guardar o alimento que será levado aos filhotes e de atração em períodos sexuais.

Boné – região no topo da cabeça de algumas aves com coloração diversa que pode ser utilizado como característica de identificação.


boné - choquinha lisa (Dsytamnhus mentalis) - Liara de Azevedo
boné - choquinha lisa (Dsytamnhus mentalis) - Liara de Azevedo

Boreal – relativo ao norte, especialmente à região localizada no extremo norte da Terra. Setentrional. Que tem origem no norte. Que se refere ao hemisfério norte ou nele habita.

Bosque – denominação para certas formações florestais com árvores, arbustos e outras plantas, menores do que uma floresta. Diferencia-se da floresta pelo fato de as copas das árvores não formarem uma cobertura contínua — isto é, as árvores encontram-se mais afastadas.

Brenha – mata densa, matagal, bosque, floresta, mata, selva.

Brooding – padrão de comportamento de certos animais que põem ovos, especialmente aves, marcado pela cessação da postura e prontidão para sentar e incubar os ovos.


Referências bibliográficas:


  1. Riegner, M.F. 2008. Parallel evolution of plumage pattern and coloration in birds: implications for defining avian morphospace. Condor 110: 599–614.

  2. About Auxiliary Markers. USGS, 2 de Outubro de 2016. Disponível em: https://www.usgs.gov/centers/pwrc/science/about-auxiliary-markers?qt-science_center_objects=0#qt-science_center_objects Acesso em: 02 de mai. de 2022.

  3. O que é biodiversidade? WWF. Disponível em: https://www.wwf.org.br/natureza_brasileira/questoes_ambientais/biodiversidade/ Acesso em: 02 de mai. de 2022.





3 visualizações0 comentário
BARRA URU DOE_edited.jpg
logo uru branca.png

A Revista Uru é um recurso gratuito
Disponível para todos


financiado por doadores como você

DOAR