Cabeçalho_edited.png
  • Liara de Azevedo

#8 Quer que eu desenhe? – Como diferenciar surucuás

Os surucuás encantam muitos observadores de aves pelas cores vibrantes. Apesar de, geralmente, serem aves que permitem certa aproximação, possibilitando observar as características morfológicas com cuidado, muitas vezes pode ficar a dúvida: “qual espécie é essa?”. Dependendo da região em que você encontra um surucuá, podem existir espécies que co-ocorrem e são extremamente parecidas.


Nesse post do “Quer que eu desenhe?” vamos falar sobre as espécies de surucuás com a barriga amarela que podem ser confundidas.


Em áreas de Mata Atlântica podemos encontrar sobreposição de duas espécies que podem ser bastante parecidas: surucuá-de-barriga-amarela (Trogon viridis) e surucuá-variado (Trogon surrucura). O surucuá-variado tem duas subespécies e pode apresentar duas colorações dependendo da região: barriga amarela e barriga vermelha. A confusão entre T. viridis e T. surrucura pode acontecer na região da subespécie Trogon surrucura aurantius, que compreende a região da Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro e norte de São Paulo.


Como diferenciar os machos de Trogon viridis e Trogon surrucura aurantius:

Como diferenciar os machos de Trogon viridis e Trogon surrucura aurantius

Anel perioftálmico: Talvez a característica mais fácil de diferenciação entre as espécies. T. viridis possui anel azul claro, enquanto T. surrucura possui anel amarelo alaranjado.

Asa: De modo geral, T. viridis possui asas mais escuras do que T. surrucura. T. viridis possui as rêmiges pretas com bordas brancas, enquanto em T. surrucura são cinzas escuras.

Dorso: Existe uma sutil diferença entre os tons das duas espécies. Enquanto T. viridis possui uma cor azul esverdeado, T. surrucura apresenta cor esverdeada com tons de dourado.

Cauda: Uma característica de fácil diferenciação é o padrão das penas da cauda. O T. viridis possui penas com preto na parte interior e branco na parte mais externa, enquanto em T. surrucura as penas são brancas com uma marca preta apenas na base.


Como diferenciar as fêmas de Trogon viridis e Trogon surrucura aurantius:

Como diferenciar as fêmeas de Trogon viridis e Trogon surrucura aurantius

Diferenciar as fêmeas exige um pouco mais de trabalho, já que uma das características principais da diferenciação: o anel perioftálmico, possui a mesma coloração em ambas as espécies. Para diferenciar as duas espécies de forma fácil basta reparar no padrão da cauda: T. viridis apresenta listras pretas horizontais.


Em locais da Amazônia a tarefa de diferenciar surucuás pode ser um pouco mais complicada. Vamos diferenciar aqui as espécies: surucuá-de-barriga-amarela (Trogon viridis) e surucuá-violáceo (Trogon violaceus)/surucuá-pequeno (Trogon ramonianus).


Antes de começar a apontar as diferenças é interessante saber que o surucuá-violáceo e o surucuá-pequeno são iguais na morfologia! Antes os dois eram considerados da mesma espécie e recentemente foram separados por conta da sua genética. O que vai ajudar na diferenciação dessas duas espécies é a localização em que foi encontrado. O surucuá-violáceo está restrito ao escudo das guianas, ocorrendo apenas acima do rio Amazonas, enquanto o surucuá-pequeno está presente nas demais áreas amazônicas.

surucuá-violáceo vs surucuá-pequeno

Diferenciando machos de Trogon viridis e Trogon violaceus/ramonianus:

Diferenciando machos de Trogon viridis e Trogon violaceus/ramonianus:

Anel perioftálmico: Assim como no exemplo para viridis e surrucura, existe diferença na coloração do anel ocular, sendo azul clara no T. viridis e amarela no Trogon violaceus/ramonianus.

Barriga: Alguns indivíduos podem apresentar uma estreita faixa branca entre o peito azul e a barriga amarela..

Asa: De modo geral, T. viridis possui asas mais escuras. T. viridis possui as rêmiges pretas com bordas brancas, enquanto em Trogon violaceus/ramonianus são cinzas.

Cauda: Uma característica de fácil diferenciação é o padrão das penas da cauda. O T. viridis possui penas com preto na parte interior e branco na parte mais externa, enquanto em Em T. violaceus/ramonianus as penas são totalmente brancas com listras horizontais pretas.


Diferenciando as fêmeas de Trogon viridis e Trogon violaceus/ramonianus:

Diferenciando as fêmeas de Trogon viridis e Trogon violaceus/ramonianus

A única característica que realmente torna fácil a diferenciação é o anel. Em T. viridis o anel é azul claro e completo em torno de todo o olho. Em T. violaceus/ramonianus o anel é mais claro e interrompido, muitas vezes sendo possível observá-lo apenas nas extremidades.


Quer ver alguma ave específica aqui nessa série? Deixe sua sugestão nos comentários abaixo.

3 comentários

Posts recentes

Ver tudo
BARRA URU DOE_edited.jpg
logo uru branca.png

A Revista Uru é um recurso gratuito
Disponível para todos


financiado por doadores como você

DOAR