Ilustração - Dicas

Sobre ser um ilustrador de aves melhor

Ilustrar aves

Esta é uma conversa sobre aprender a observar, sobre ser um ilustrador de aves melhor (e mesmo um fotógrafo de aves melhor). Há algumas semanas eu comecei a ler o livro ‘Law Guides to Drawing Birds’ do ilustrador americano John Muir, que tem um trabalho bem bonito ilustrando aves em campo.

Seu livro é um dos melhores para quem quer aprimorar a ilustração de aves, mas além de técnicas objetivas como luz e sombra, por exemplo, o livro ensina a mais importante das técnicas: SABER OBSERVAR!

Acredito que muitos ilustradores de aves (ao menos os iniciantes como eu) costumem escolher uma foto para então tentar reproduzi-la pelos traços do desenho, e isso é realmente útil porque garante que se percebam detalhes como texturas, padrões de cor, tipos de penas, diferentes tipos de bicos, tamanho, proporção entre as partes do corpo, etc. Mas uma coisa é certa, em um único dia de desenho em campo, observando aves vivas e todos os seus comportamentos você consegue ganhar mais técnica e sensibilidade para desenhá-las do que em muitas horas na frente de uma foto em um monitor de computador.

Repare na imagem abaixo, veja quantos ângulos diferentes foram possíveis ser desenhados observando a mesma ave, sem precisar buscar fotos em ângulos diferentes:

img_coletadecampo_bloco_desenho_grama

 

Por sinal os pombos são ótimos modelos, por serem comuns e principalmente por permitirem muita aproximação, assim dá pra ver bem os detalhes

A ilustração de aves, assim como qualquer técnica, é algo que leva tempo a ser desenvolvido, exige estudo, vontade, e prática, muita prática.. repetir, repetir e repetir. E a ilustração em campo pode cumprir um papel bem importante nesse processo de aprendizado, que é exigir de você desprendimento com o desenho, não estou falando de ser descuidado, mas de não ser tão apegado a um desenho a ponto de travar.. e desistir. Desenhar em campo é lidar com o seu modelo em constante movimento, e quando seu modelo é uma ave, bem, é lidar com ele também voando, mas é exatamente isso que libera você pra desenhar sem preocupação, sem pressão, rabiscar esboços rápidos, treinar o traço, treinar a visão e principalmente treinar a MEMÓRIA daquilo que em um instante estava de um jeito e agora.. já voou.

img_coletadecampo_socozinho

 

Faça algumas anotações básicas do local, hora, e até condição do tempo e não se preocupe se não estiver vendo todos os detalhes
E tanto quanto possível, faça anotações sobre determinados comportamentos das aves

 

E tanto quanto possível, faça anotações sobre determinados comportamentos das aves

Desenhar em campo não é para criar obras primas da ilustração científica, é para aprender, para errar, para não se preocupar e mesmo para relaxar, então nem leve borracha, leve um bloco pequeno (por uma questão puramente prática), um lápis HB e uma caneta, que pode ser uma esferográfica ou alguma à base de pigmento preto como nanquim. Ah! E se puder leve um binóculos, eles ajudam a perceber alguns detalhes a mais (o Biguá aí em cima eu consegui desenhar usando binóculos).

Binóculos te ajudam a não perder mesmo as aves mais distantes

Binóculos te ajudam a não perder mesmo as aves mais distantes

 

Para terminar, continue gastando tempo escolhendo a foto certa no computador para ilustrar com cuidado, isso é parte integral de desenvolver as habilidades de desenho de aves, mas também gaste mais tempo (ou comece…) em campo, desenhando livremente e sem medo de uma ou outra pena “fora do lugar”, a primeira parte te torna crítico do próprio trabalho, o que é ótimo, e a segunda te faz perder o medo do papel, o que é essencial. Bons desenhos!

Comentários

Comentários

Article written by:

Designer de produto por formação e observador de aves por paixão. Não consigo lembrar exatamente quando comecei a observar aves mas foi na infância. Aos 10 ganhei o livro 'Aves da grande Belém' publicação do Museu Goeldi e esse foi, por muito tempo, meu companheiro inseparável. Hoje busco estudar seriamente tudo sobre as aves e aproveito a facilidade com o desenho para também ilustrá-las. Atualmente administro a página Birdwatching Brasil, no Facebook, como forma de apoio e fomento à observação de aves.